Work Solar e JP Representação Agrícola: compromisso com a sustentabilidade



Maryuska Pavão


A preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade motivaram o engenheiro agrônomo e empresário João Gabriel Prandini a atuar na elaboração de projetos para geração de energia solar. Prandini é responsável pela Work Solar, uma franquia que atua no segmento. A empresa, das irmãs Mayara e Maraisa, é responsável pela elaboração de projetos que atendem residências, comércios, indústrias e área rural, e têm colaborado na redução das faturas de energia dos clientes de forma bastante atrativa.


O engenheiro agrônomo João Prandini é casado com a advogada Lucimar Freitas e pai de três filhas. Prandini se formou em agronomia pela UENP, em Bandeirantes (PR), e fez mestrado em proteção de plantas. Ele veio para Mato Grosso em 2015 para atuar na sua área de formação.


Antes de falar da Work Solar Prandini salienta que “a JP Representações Agrícolas também vem se destacando no mercado, ela oferece insumos agrícolas, inseticidas orgânicos, sementes de milho, produtos voltados à sustentabilidade”, explicou o agrônomo e empresário.


"Um dos produtos destaques é o inseticida orgânico que é produzido a base de plantas aqui no estado, e vem conquistando o mercado de soja, milho e algodão de forma satisfatória”.


O empresário explica que a preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade foram fatores decisivos para trazer para Lucas do Rio Verde a Work Solar, empresa que atua no mercado desde 2012, conta com as divisões de franquias e é empresa especializada em desenvolver soluções em energia fotovoltaica para residências, comércios, indústrias e áreas rurais em todo o território brasileiro.


O empresário enfatiza que o atendimento diferenciado, tecnologia de ponta, suporte exclusivo do início à conclusão do projeto são fatores quer vem colaborando para o crescimento ré destaque da Work Solar na região.


Além da qualidade nos produtos e projetos oferecidos pela Work Solar, João Prandini cita alguns diferenciais. Um deles é o acompanhamento em tempo real da geração de energia de cada usina. “Em caso de eventuais problemas, a produção de energia pode diminuir e em alguns casos até parar a produção e na Maioria das vezes o consumidor não detecta de imediato, a não ser que esteja acompanhando no aplicativo ou no inversor”.


Então a Work Solar preocupada em garantir a satisfação do cliente fornece nos primeiros 12 meses o monitoramento das usinas de forma totalmente gratuita. “ temos uma equipe que atua exclusivamente nos monitoramentos, e apresentando qualquer problema eles entram em contato comigo alertando sobre o ocorrido até verificar o que aconteceu. E a pessoa não toma aquele susto quando chegar a conta da energia pra pagar”, detalha.


Os projetos são elaborados por engenheiros da Work Solar e podem ser financiados com orientação da empresa. Já a forma de instalação das usinas atende a necessidade de cada cliente, podendo ser em telhados dos imóveis, estacionamentos. “O pessoal da engenharia cuida da arquitetura, local da instalação, pois cada detalhe é observado para atender o cliente”, pontua.



Conforme o empresário, a energia solar pode reduzir em até 95% o valor da conta de energia. O cliente passa a pagar a parcela mínima para a companhia de energia. João Prandini chamar a atenção do consumidor com relação a uma taxa que passará a ser cobrada em todo o país. “Quem instalar este ano ficará isento até 2045. Quem deixar para instalar a partir do ano que vem terá que pagar 15% do excedente, do que não utilizar”, pondera.


Os interessados em energia solar ou em insumos podem procurar João Prandini por meio do telefone (65) 99938-4353 ou na Rua dos Ficus, 1311W, bairro Bandeirantes. “Pode entrar em contato e agendar uma visita, que faremos conforme a necessidade do cliente”, finaliza.




Leia a última edição completa da Revista Portal