top of page
  • Foto do escritorEditor

Sustentabilidade é trabalhada por alunos de Lucas do Rio Verde

O objetivo é sensibilizar, capacitar e treinar pessoas para agropecuária de baixa emissão de carbono e outras práticas


Ascom

Estudantes de Lucas do Rio Verde, da Escola Municipal São Cristóvão e da Escola Estadual Ângelo Nadin, seguem participando do projeto Rural Sustentável, edição Cerrado, que visa desenvolver ações sustentáveis.


O projeto tem como objetivo sensibilizar, capacitar e treinar pessoas em torno dessas práticas e da agropecuária de baixa emissão de carbono. Em cada ano o projeto seleciona uma região diferente.


Para o Cerrado foram mais de 120 escolas inscritas e 44 selecionadas. “O projeto tem 6 etapas ao todo. Participamos na última semana da etapa 5, com o dia de campo e a missão da caixa agrícola, que contém elementos da nossa comunidade, como sementes, artesanatos, trabalhos escolares, tudo que achamos que nos representa, e trocamos com outras escolas participantes do projeto”, detalha o professor Antônio Fernando de Paiva, líder da comissão pela Escola São Cristóvão.


O programa oferece também uma série de ações voltadas para produtores rurais, membros de organizações socioprodutivas, agentes de assistência técnica, gestores públicos, estudantes e outros interessados.


As práticas sustentáveis dos estudantes incluem: horta, compostagem (em composteira) e ações de reflorestamento. As atividades da Jornada de Aprendizagem começaram em abril e seguem até o fim do ano letivo. Neste mês de novembro, os estudantes conheceram a sede da hortaliça Santhiago e todo o sistema de cultivo de alfaces, entre outras verduras.


Stella Maria Garcia, monitora do projeto Rural Sustentável, explica a importância de trabalhar sustentabilidade nas escolas. “É muito importante para construção dos conceitos, sobre o que é uma agricultura sustentável, entender as questões climáticas, fazer com que os alunos tenham contato direto com a natureza dentro do projeto e plantar a semente da responsabilidade de se preservar o meio ambiente”, analisa a monitora.


Diego Manoel dos Santos, estudante da Escola São Cristóvão, está adorando participar do projeto. “É muito legal essa forma de conhecer melhor o que é sustentabilidade, por meio de um jogo e indo nos locais para ver na prática como se planta e colhe. Aprendi que dá para plantar na escola, em casa, e como é importante preservar a natureza”, completa o aluno.


Jogo Coopera Cerrado

O Rural Sustentável conta com o Jogo Coopera Cerrado, em que as escolas selecionadas participam da Jornada de Aprendizagem, com a realização de missões e desafios envolvendo a comunidade escolar, para promoção da sustentabilidade socioambiental do Cerrado.

De acordo com o regulamento de participação, a atividade do Coopera Cerrado não pretende estimular a competição, mas, sim, a cooperação. O que mais é considerado não é o resultado final da atividade, mas todo o processo de engajamento e colaboração da comunidade escolar para a realização das ações propostas.


O jogo será contabilizado por pontos e, conforme a pontuação, será feita a premiação em três patamares, são eles: Básico R$ 2 mil; Top R$ 5 mil, Super R$ 8 mil. Além dos prêmios previstos, as escolas premiadas na categoria Super (ou de maior pontuação no estado), que tenham realizado interações com outras escolas, poderão ganhar um valor adicional de R$ 10 mil, sendo classificadas na categoria Super Sustentável, com uma escola por estado.


Deste modo, a premiação máxima pode chegar a R$ 18 mil para a escola. As escolas classificadas na categoria Super Sustentável ganharão troféus e poderão participar do Encontro Coopera Cerrado, em dezembro deste ano.


Sobre o Rural Sustentável

O Projeto Rural Sustentável - Cerrado tem como principais objetivos diminuir as emissões de gases de efeito estufa e aumentar a renda de pequenos e médios produtores no bioma Cerrado, por meio da promoção da adoção de tecnologias de baixa emissão de carbono. Busca a implantação de atividades que melhorem o acesso dos produtores à assistência técnica e à capacitação, bem como apoio a organizações de produtores para fortalecer a organização produtiva e a comercialização da produção rural.



Leia a última edição completa da Revista Portal


Comentarios


bottom of page