top of page

Show Safra: transformando desafios em oportunidades no agronegócio

Atualizado: há 7 dias



Celso Nery


Com mudanças estruturais e na programação, o Show Safra realizado entre 18 a 22 de março deste ano foi avaliado de forma positiva pela organizadora do evento, a Fundação Rio Verde. Com um dia a mais e aumento na área do parque tecnológico, o Show Safra recebeu cerca de 127 mil visitantes que puderam prestigiar os 475 expositores que representaram mais de mil marcas. O evento reuniu líderes do agronegócio, agricultores, investidores e entusiastas da agricultura que buscaram soluções e tecnologias inovadoras para o setor consolidando o Show Safra como a maior feira de tecnologia para o agronegócio de Mato Grosso.


A edição 2024 também contou com inovações ousadas. A maior delas foi a construção de uma pista para pousos e decolagens de aeronaves no local do evento. O Show Safra Aero atraiu empresas do segmento e permitiu que investidores pudessem vir a Lucas do Rio Verde e retornassem às suas cidades de origem com mais rapidez. A organização contabilizou durante os cinco dias de feira, mais de 400 procedimentos de pousos e partidas. A pista conta com a mais alta tecnologia, recebendo a homologação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).


“Nos surpreendeu positivamente tanto pela frequência, quanto pela intensidade de visita de pessoas das mais variadas regiões do país. Tivemos a presença de vários comitês de executivos do agronegócio e também da esfera empresarial e política do país. Sem dúvidas, isso só aconteceu e facilitou a vinda dessas pessoas, graças a idealização dessa pista”, analisou Rodrigo Pasqualli, diretor executivo da Fundação Rio Verde.


O Show Safra Pecuária recebeu investimentos no pavilhão que sediou a programação voltada para o segmento. E a estratégia deu certo, adotando uma programação com palestras técnicas, exposição de animais, de produtos voltados para a pecuária e leilões presencial e online.



A terceira vertente do Show Safra, o Connect, também teve destaque este ano. A tecnologia esteve presente de forma marcante. Por meio de câmeras de reconhecimento facial foi possível contabilizar o número de visitantes nos diversos espaços. No Connect, por exemplo, foram mais de 22 mil pessoas durante os 5 dias. No local ocorreram apresentações de produtos de empresas que atendem o setor na área de tecnologia e a realização do Hacka Agro, o maior do gênero no país. As equipes participantes desenvolveram soluções para auxiliar produtores e empresas do agronegócio regional e apresentaram seus produtos durante o evento.



Nova marca

No último dia do evento, os organizadores anunciaram uma emocionante novidade: a mudança de nome da feira para “Show Safra Mato Grosso”. Essa mudança promete inaugurar uma nova era para o setor agrícola de todo o estado. Com a presença do presidente da Fundação, Joci Piccini, do vice-presidente Eledir Techio e do diretor Rodrigo Pasqualli, a imprensa presente pôde testemunhar a revelação da nova marca e da visão renovada do evento.


“As novidades que trouxemos impressionaram muito nossos visitantes, nossos produtores, que são peça fundamental para a feira. O público se fez presente, ultrapassando todos os números anteriores. As expectativas foram superadas, mesmo dentro das dificuldades que o ano apresenta. Hoje a fundação passa numa nova era. Lançamos uma nova marca, que passa a representar mesmo o estado de Mato Grosso, quando você fala em feira técnica e comercial”, avaliou o presidente da Fundação Rio Verde, Joci Piccini.


O Show Safra Mato Grosso 2025 está marcado para acontecer de 24 a 28 de março e será mais do que apenas um evento; será um marco que simboliza a resiliência e a inovação do setor agrícola. A nova marca representa a evolução contínua do evento, refletindo sua capacidade de se adaptar às necessidades em constante mudança do mercado agrícola e de oferecer um ambiente propício para a colaboração e o crescimento.



コメント


bottom of page