top of page
  • Foto do escritorEditor

Procon realiza fiscalização em estabelecimentos de distribuição de gás de cozinha

A vistoria foi realizada em 24 estabelecimentos de Lucas do Rio Verde



ASCOM Com o objetivo de combater o aumento excessivo do preço do gás GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o Procon de Lucas do Rio Verde realizou uma nova fiscalização em relação aos preços do gás de cozinha.


Os dados foram colhidos nesta semana nos estabelecimentos dos bairros Alvorada, Bandeirantes, Cerrado, Cidade Nova, Distrito de Groslândia, Industrial, Jaime Seiti Fujii, Jardim Amazônia, Jardim Imperial, Parque das Américas, Parque das Araras, Parque dos Buritis, Rio Verde, Tessele Júnior e Veneza.


Ao todo, foram consultados 24 estabelecimentos comerciais da cidade.


Conforme a pesquisa, o gás de cozinha está custando entre R$ 125 e R$ 140 com retirada no local na área urbana do município. Já na zona rural, no Distrito de Groslândia, o valor do botijão de gás (13 kg) está R$155,00.


Durante a fiscalização foi necessário apresentar as notas fiscais dos últimos dois meses de compra e venda dos referidos produtos. Os comerciantes que não apresentaram durante o ato da visita, foram notificados e no prazo de 10 dias precisam levar os documentos junto ao órgão.


“A fiscalização dessa vez tem o intuito de verificar o preço pago em média no botijão de gás. Além disso, também estamos solicitando no ato da visita as últimas notas fiscais de aquisição para verificar a marca de cada botijão, preço de retirada na portaria e entrega. Todos esses dados serão encaminhados ao Ministério Público”, declara a coordenadora do Procon de Lucas do Rio Verde, Liliane Barcelos.


A orientação é que os consumidores façam pesquisa de preços antes de efetuar a compra.



Leia a última edição completa da Revista Portal


Commentaires


bottom of page