top of page

Gilberto Goellner: ‘O Semeador’ que deixou sua marca no agronegócio de MT

Atualizado: há 6 dias


Foto: Natália Mathis

Celso Nery


Como acontece em cada edição, o Show Safra homenageia personalidades que contribuíram para o desenvolvimento de Mato Grosso com o troféu ‘O Semeador’. E na edição 2024 homenageou Gilberto Flávio Goellner, um nome de destaque no cenário agrícola de Mato Grosso. Aos 77 anos, Goellner é um ex-senador pelo estado, empresário e engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Natural do Rio Grande do Sul, Goellner mudou-se para Mato Grosso na década de 80, onde deixou sua marca como fundador e proprietário do Grupo Girassol, uma empresa dedicada ao desenvolvimento de sementes. Sua contribuição para o estado não se limitou apenas aos negócios, mas também à política. Em 2008, ele ascendeu ao cargo de Senador da República pelo estado de Mato Grosso, onde atuou até janeiro de 2011.


“É uma satisfação estar aqui em Lucas do Rio Verde, saber que todo o nosso trabalho deu frutos. Vocês têm uma pesquisa que está puxando à frente, todas as empresas ajudam, criando novas variedades de soja, novas ativações, enfim, é um conjunto de fatores que ajudam hoje a promover a independência de Lucas do Rio Verde, que hoje é um exemplo para todo o Brasil, aqui é o centro de todo o nosso trabalho”, declarou o homenageado.


A entrega do mérito ‘O Semeador’ a Goellner é um reconhecimento de sua trajetória exemplar e impactante no setor agrícola. Joci Piccini, presidente da Fundação Rio Verde, destacou que o mérito é concedido a personalidades que contribuíram para o desenvolvimento de Lucas do Rio Verde e de Mato Grosso como um todo, e a trajetória de Goellner justifica plenamente esse reconhecimento público.


Foto: Natália Mathis

“Acho que não é nada mais do que um reconhecimento pelas pessoas que nos trouxeram até aqui. Foram ideias do homenageado, foi o esforço dele, a coragem que fizeram o Mato Grosso chegar onde está e ser diferente dos outros Estados. Então, para nós é um orgulho imenso dizer que hoje nós estamos fazendo esse reconhecimento público, pois o Gilberto tem uma história como poucos mato-grossenses têm”, reconheceu Piccini.


Nos últimos anos, Lucas do Rio Verde tem se destacado como uma das principais cidades em termos de produtividade de soja e milho no Brasil. Piccini atribui esse sucesso em grande parte às pesquisas no desenvolvimento de sementes que resultam em grãos de alta qualidade, área na qual Goellner também se destacou.


Além de sua atuação empresarial, Goellner, teve participação ativa em instituições que impulsionaram o desenvolvimento do setor de sementes. Ele foi presidente da Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat) e presidente da Associação Brasileira de Produtores de Soja (Abrasoja), além de ter sido vice-presidente do Sindicato Rural de Rondonópolis.


Seu legado vai além dos negócios e da política. Como vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) durante dois mandatos, Goellner contribuiu para o desenvolvimento do estado e a promoção de práticas sustentáveis no setor agrícola. Sua atuação multifacetada e seu compromisso com o progresso de Mato Grosso são dignos de reconhecimento e inspiração para as gerações futuras.



Коментарі


bottom of page