Gestantes e puérperas com comorbidades são imunizadas contra a Covid-19

A expectativa é que, em breve, gestantes e puérperas sem comorbidades também sejam convocadas para a vacinação prioritária

Ascom


Neste sábado (29), Lucas do Rio Verde deu início à vacinação de gestantes e puérperas com comorbidades contra a Covid-19, grupo incluído nas prioridades de imunização do Ministério da Saúde. No total, 78 mulheres foram vacinadas em duas unidades de saúde do município.


A gestante Jaqueline Correia, 28 semanas de gestação, fala sobre a importância da vacinação nessa fase da gravidez. “Para as grávidas que já estão vivendo uma situação de risco, gestação complicada, se vacinar é sentir uma pontinha de esperança e mais segurança para seguir das próximas semanas até o parto", afirma Jaqueline.


Grávidas e puérperas sem comorbidades também estão previstas na próxima fase da imunização. A coordenadora da Vigilância em Saúde, Cláudia Regina Engelmann, explica como será o próximo passo. “Hoje nós conseguimos avançar mais uma etapa de um público vulnerável, mas estamos no aguardo do recebimento de mais doses para então convocar gestantes e puérperas sem comorbidades. Enquanto isso, essas pessoas podem – e devem – já fazer o pré-cadastro no site da Prefeitura, porque assim que o município receber mais vacinas que podem ser aplicadas em gestantes e puérperas, nós iremos chamar para a imunização”, explica Cláudia.


Ainda em fase de comprovação, estudos indicam que a imunização pode passar da mãe para o bebê ainda na gestação. Daniela de Meira dos Santos, 34 semanas de gestação, se emociona com a possibilidade. “Nós, gestantes, contamos os dias, semanas, tudo na expectativa do parto. Muitos estudos dizem que bebês já nasceram imunizados e, para mim, é uma emoção muito grande hoje, momento divino, mais do que hormônios de grávidas", brinca Daniela.


Francieli de Melo Valério deu à luz recentemente, 25 dias atrás, e também veio receber a imunização, após uma gestação de alto risco. “Eu não estava esperando receber a vacina tão rápido. Fiz o pré-cadastro e na mesma semana me deram um retorno. Agora, com a primeiro dose eu já fico mais tranquila. Perante a população, é mais uma pessoa sendo imunizada e é muito importante para nós, para a família”, afirma a puérpera.


O prefeito em exercício, Márcio Pandolfi, alerta sobre a importância da realização do pré-cadastro e comparecimento para a vacinação. “A vacina é algo esperado por todos, por isso é importante a conscientização, a procura. Se tiver dúvidas, entre em contato com a Vigilância [em Saúde], acesse o site da Prefeitura ou procure até mesmo os PSFs, pois estamos prontos para ajudar. Mas o recado mais importante ainda é - vacina salva vidas, não deixe de vacinar", afirma Pandolfi.


Atualmente, a vacinação contra a Covid-19 em Lucas do Rio Verde está contemplando pessoas com comorbidades (acima de 50 anos), pessoas com síndrome de Down (acima de 18 anos), pacientes que fazem hemodiálise (acima de 18 anos) e pacientes com deficiências permanentes cadastradas no BPC (de 55 a 59 anos). A vacinação também segue imunizando idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde e forças da segurança.


Se você faz parte desses últimos grupos prioritários e ainda não recebeu a vacina, entre em contato com a Vigilância em Saúde, das 7h às 11h, pelo telefone (65) 3549-2502.


Se houver dúvidas, procure o PSF mais próximo de sua residência.







Quer receber notícias como essa no seu celular? Click aqui e entre no grupo do WhatsApp .


Leia a última edição completa da Revista Portal