top of page
  • Foto do escritorEditor

De Lucas para Portugal: Oportunidades para aperfeiçoar a carreira profissional



Celso Nery


Conhecida pelas oportunidades que gera, Lucas do Rio Verde marcou a trajetória de muitos profissionais, independente do campo de atuação. Ao longo dos 35 anos de emancipação político-administrativo, o município teve vários de seus moradores se destacando e aproveitando as condições geradas para aperfeiçoar suas carreiras. Entre os vários exemplos, está o da advogada Luciana Pinho. Ela veio para Lucas do Rio Verde em fevereiro de 2003, após 5 meses em Cuiabá, tendo escolhido Mato Grosso pela sua franca expansão naquela oportunidade. “Como também havia concluído o curso de Direito e precisava engrenar na advocacia, entendi ser uma excelente escolha. E foi! Digo que ouvi a voz de Deus, porque aqui todos os meus planos foram se concretizando”, comentou.


No início dos anos 2000, Lucas do Rio Verde era uma pequena cidade de 22 mil habitantes. Porém já era diferenciada, porque o trânsito de pessoas e de movimentação comercial e financeira já era imenso. “Assim segui com muita luta, divorciada e com duas filhas pequenas, Mariana, 8 anos, e Maria Olga, de 3 anos, muito trabalho, conciliando sempre minhas obrigações e fazendo o que era possível e impossível! Aqui me realizo em todos os sentidos e sou infinitamente grata a esta cidade que me acolheu; a muitas famílias que acolheram minhas filhas em seus lares, como amigas de suas filhas e filhos, aos meus clientes, a todas as pessoas que de alguma forma me ajudaram, me incentivaram. Lucas é uma cidade abençoada, com grande progresso, muitas oportunidades e infinitas possibilidades e, com certeza, uma das melhores cidades no mundo para viver e crescer!”

Durante sua trajetória em Lucas do Rio Verde, a advogada venceu todas as barreiras tendo alcançado, inclusive, o que desejava profissionalmente na advocacia, a sonhada estabilidade. “Sempre digo aos jovens, aos estudantes, aos mais velhos e a todos: tudo é possível, basta desejar e lutar em prol de seus objetivos que os alcançará”, avalia.


Em maio deste ano a advogada realizou um grande sonho, conhecer Portugal. Drª Luciana aproveitou para conhecer Santana, a cidade da sua avó materna, na Ilha da Madeira. Foi em solo português que iniciou sua pós-graduação na Universidade de Coimbra, em Direitos Humanos, Constitucionalismo Global e ESG. Ela explicou que foram 21 dias de aulas intensas, com professores fantásticos, entre portugueses e brasileiros. “Uma turma excepcional de 60 alunos brasileiros, sendo 54 juristas e 6 de outras áreas. Foi algo extraordinário, que abriu ainda mais minha visão como especialista em Direito Previdenciário”.


A advogada assinala que, da mesma forma que entendeu a vinda em 2003 para Mato Grosso ser muito viável, pela grande expectativa de crescimento e progresso, também percebeu em Portugal e na Europa um grande mercado para atuação no direito previdenciário e áreas afins. Com esse propósito, Drª Luciana fez parceria com uma colega da pós-graduação, Drª Mônica Souza, advogada brasileira que mora em Lisboa a alguns anos, com escritório profissional estabelecido. “Já iniciamos os trabalhos na área previdenciária e também realizando planejamento sobre cidadania para brasileiros que pretendem morar em Portugal ou já estão por lá, entre outros. Muitos brasileiros partem para Portugal em busca de melhores oportunidades de vida, porém desconhecem a forma de regularização para poderem morar com segurança, em todos os sentidos. Inclusive desconhecem as características econômicas do país. E percebemos que essa atuação com planejamento seria imensamente útil, e que já estamos realizando”, detalha. A advogada acrescenta que a atuação é bem ampla, mas que o foco está na maior demanda no momento, já que Portugal está com quase 300 mil brasileiros e a tendência é aumentar demasiadamente o número de brasileiros no país.


A visita a Portugal também permitiu que a advogada aproveitasse a oportunidade em ESG para aplicar as diretrizes da Agenda 2030 da ONU, pois sabe que o Governo, através das redes privada e pública, já está avaliando criteriosamente a aplicação das ODSs. Outro colega da pós-graduação em Coimbra, Wilson Namen, da Sol Práticas Educacionais, chamou a atenção pela experiência profissional, sendo ele um físico da USP e apresentador de programas de televisão. A empresa de Namen atua no setor público e privado, com projetos educacionais para profissionais da Educação e RH, levando produtos e serviços para as empresas comprometidas com as mudanças propostas pelos ODS; consultoria na construção de processo de formação personalizado, entre outros. Assim, Drª Luciana firmou a segunda parceria com a pós-graduação em Coimbra.



“Com essa viagem conclui na prática que o impossível é certo: basta coragem, desejo, foco e disciplina. Existem muitas oportunidades e nas mais variadas áreas, basta olhar o mundo com esperança e amor. Tudo podemos, basta aproveitar as oportunidades e perseverar”, conclui a advogada.


Comments


bottom of page