top of page
  • Foto do escritorEditor

Covid-19: mais de 25 milhões de doses da vacina bivalente já foram aplicadas no Brasil


Até o momento, foram aplicadas, no Brasil, 25.061.807 de doses da vacina bivalente contra Covid-19. O imunizante está disponível para todas as pessoas com mais de 18 anos de idade, que já tenham completado o ciclo inicial com pelo menos duas doses da vacina, respeitando o intervalo mínimo de quatro meses após a última dose.

A infectologista Karen Morejón reforça a importância de manter as vacinas bivalente contra Covid-19 atualizadas, pois, mesmo com a diminuição de casos, ainda há pacientes que apresentam evolução para formas mais graves da doença, principalmente os que possuem comorbidades.

“Então, mais uma vez, nós reforçamos a necessidade dessa vacina e reforçamos a necessidade de se fazer a vacina bivalente quando indicada. Então, todos nós devemos ter essa vacina atualizada, assim como eu aproveito para falar, atualizadas também, as outras vacinas do nosso calendário”, alerta.

Casos de Covid-19 no Brasil

No Brasil, foram registrados, ao todo, 37.682.660 casos confirmados de Covid-19 e 704.159 mortes em decorrência da doença. São Paulo é o estado que contém o maior número de casos, com um total de 6.632.790, e também o que possui o maior número de vacinas aplicadas. Ao todo, foram 7.720.692 doses. O estado com o menor número de casos confirmados de Covid-19 é o Acre, com 163.868 infectados. O número de doses aplicadas na Unidade da Federação foi de 42.954.

O designer gráfico, Nicolas Heitor de Freitas, de 24 anos e morador de Sobradinho - DF conta que pretende tomar todas as doses da vacina que estiverem disponíveis. Em todo o Distrito Federal, mais de 494 mil doses da vacina bivalente foram aplicadas.

“Para mim, os benefícios da vacina são reduzir o contágio de doenças, fazer seu organismo ter uma maior imunidade a elas. Quando a grande parte da população, ou toda a população se vacina, ajuda a parte a qual a vacina não surte efeito e, assim, consegue proteger também essas pessoas”, comenta.

Para se vacinar, é preciso levar um documento de identificação e, caso possível, o cartão de vacina contendo as doses das vacinas anteriores contra Covid-19. A vacina bivalente será aplicada após quatro meses da última dose de reforço ou da segunda dose. Aqueles que não receberam a primeira ou a segunda dose precisam começar o esquema vacinal com a dose monovalente, que também está disponível nas unidades da Secretaria de Saúde.

Veja Mais:



Fonte: Brasil 61

Comments


bottom of page