top of page
  • Foto do escritorEditor

Chamada Pública da Ancine injeta R$ 90 milhões no audiovisual



A Agência Nacional de Cinema, a Ancine, vinculada ao Ministério da Cultura, abriu Chamada Pública para selecionar projetos de audiovisual destinados à exibição em televisão aberta, paga e em vídeo por demanda.

As inscrições estão abertas até o dia 29 de setembro e devem ser feitas no endereço eletrônico do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Produtoras brasileiras independentes com registro na Ancine, com propostas de obras de ficção, animação, documentário, variedades e reality shows podem concorrer.

O edital tem investimento de 90 milhões de reais, sendo 50 milhões para a modalidade nacional, e R$ 40 milhões para a regional. O investimento para cada projeto será de, no máximo, cinco milhões de reais.

70% dos recursos disponíveis para investimento na modalidade regional serão destinados a projetos audiovisuais de produtoras independentes sediadas nas regiões norte, nordeste e centro-oeste do país.

E 30% serão destinados a projetos audiovisuais de produtoras independentes sediadas na região sul ou nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A secretária de Financiamento da Ancine, Fabiana Trindade Machado, explica o que o edital traz de novidade como forma de diminuir diferenças regionais de acesso aos recursos.

“Nesta edição da chamada pública foram feitas alterações para aperfeiçoamento dos investimentos e tratamento isonômico entre as modalidades nacional e regional. o teto de investimento foi ampliado para cinco milhões, sem distinção regional, e será garantido um volume maior de projetos regionais que serão analisados pela comissão de seleção. além disso, não há mais nota mínima de corte para classificação dos projetos, ampliando, então, a participação das empresas de menor porte”.

A chamada pública da Ancine para projetos de audiovisual destinados à exibição em televisão aberta, paga e em vídeo por demanda, fica aberta até o dia 29 de setembro.

Esta é uma realização do Ministério da Cultura e Ancine.



Fonte: Brasil 61

Comentarios


bottom of page