top of page
  • Foto do escritorEditor

Cerâmica Centro Norte, 30 anos construindo sua história em Lucas do Rio Verde



Celso Nery


O ano de 2023 é especial para a família Albrecht. Afinal, são 3 décadas em Lucas do Rio Verde no comando da Cerâmica Centro Norte. A empresa é parceira direta no desenvolvimento do município, estando presente com seus materiais em residências, comércios e indústrias.


A família Albrecht veio do sul do Brasil para Mato Grosso ainda na década de 80 tendo como destino a cidade de Sorriso. Nestor Albrecht veio em 1987, enquanto os irmãos dele chegaram 5 anos antes. A oportunidade de adquirir a cerâmica luverdense que pertencia a um primo fez os irmãos Nestor e Aurino se mudarem para Lucas do Rio Verde. “Em 93 nos mudamos e compramos a cerâmica que na época se chamava Cerâmica Barro Branco que veio a se tornar a Centro Norte”, explicou.


Na época, Lucas do Rio Verde ainda era uma cidade pequena e a produção era de aproximadamente 120 mil tijolos por mês. Esse montante atendia, não apenas o município, mas outras cidades próximas. “Fomos crescendo junto com a cidade e região”, assinala Nestor.


Por 20 anos a cerâmica funcionou no bairro Menino Deus. Em razão do crescimento urbano, foi necessário encontrar um novo espaço. A partir de 2014, a Cerâmica Centro Norte passou a funcionar no endereço que ocupa atualmente, na Linha 5.


Nestor explica que o desenvolvimento regional motivou a Centro Norte a ampliar a produção. O novo espaço permite a produção de até 950 mil tijolos por mês. Além de aumentar a produção, a cerâmica tem procurado melhorar a qualidade do produto. “Os equipamentos ajudam a melhorar o produto e tem a questão da argila. De início a gente tinha argila na beira do Rio Verde, mas agora não tem mais. Hoje somos obrigados a buscar mais longe. Esse produto é a matéria-prima para poder fazer um produto de qualidade”, explicou o empresário.


Com o mercado da construção civil em plena expansão a demanda por materiais é crescente. Albrecht explica que praticamente toda a produção é absorvida no próprio município, além de alguns atendimentos feitos em Nova Mutum e Tapurah. “O nosso foco principal é a venda direta. A gente acaba praticamente não vendendo para o comércio, para revenda. Em função do nosso foco ser o consumidor dá para fazer um preço melhor para o consumidor, e isso facilita também a venda”.


Atualmente a Cerâmica Centro Norte conta com 48 colaboradores envolvidos no processo de produção, venda e entregas, além de familiares que vão assumindo funções na parte administrativa. “Os filhos meu e do meu irmão também trabalham junto aqui. Os meus filhos nasceram aqui, os do meu irmão em Sorriso, eram crianças quando mudaram para cá e hoje vão poder dar continuidade a essa empresa que a gente criou, batalhou para viabilizar um negócio para o futuro, para eles mesmos”, pontua Nestor.


Para o empresário luverdense, é importante celebrar os 30 anos da Cerâmica Centro Norte, empresa que tem contribuído decisivamente para o desenvolvimento do município. Por outro lado, Albrecht ressalta a gratidão que sua família tem com Lucas do Rio Verde, pela oportunidade de se estabelecer no segmento comercial. “É uma vida dedicada para a empresa e para o município de Lucas do Rio Verde. Agradecer a toda população, todos os clientes, fornecedores e colaboradores que trabalham junto com a gente. Porque não conseguimos fazer esse processo sozinho”, reconhece Nestor. “Isso é gratificante, deixa a gente muito satisfeito por ter conseguido evoluir cada vez mais, fazendo com que a empresa seja bastante sólida. Tivemos altos e baixos, mas estamos firmes, cada vez mais com solidez garantida”.




コメント


bottom of page