top of page
  • Foto do escritorEditor

Bazana Posto de Molas: Acompanhando a trajetória de Lucas do Rio Verde



Celso Nery


Muitas famílias vieram construir suas trajetórias em Lucas do Rio Verde na década de 80, quando a cidade já começava a dar os primeiros sinais de desenvolvimento. Uma delas foi a família Bazana que viu oportunidade de investir num segmento que dava sinais que se tornariam essenciais para o progresso regional: os caminhões. Nascia, em 1989, a Bazana Posto de Molas, situada à Avenida da Produção, paralela à BR 163, localização foi estratégica para o empreendimento.


Naquela época já havia necessidade de oferecer serviços relacionados à manutenção das molas e suspensão dos caminhões. Com muita competência, a família Bazana dava o suporte para os proprietários de caminhões com a substituição de molas danificadas, entre outros serviços. O serviço de qualidade sempre deixou os caminhões em condições, garantindo uma condução segura e confortável, evitando danos aos demais componentes do veículo.


À frente do estabelecimento, os irmãos Gilsomar e Daltro Bazana iniciaram o sonho de empreender no promissor município. Outros membros da família optaram por investir na agricultura. Alguns anos depois, Gilsomar casou e Adriana passou a colaborar na administração do Posto de Molas. “É uma empresa familiar. Tivemos muitas dificuldades durante o período, mas graças a Deus sempre foi uma trajetória de bastante sucesso”, observou Adriana.


Quadros fotográficos fixados na parede da empresa no hall de entrada mostram a evolução da Bazana Posto de Molas. A primeira é do barracão onde tudo começou, em 1989. Na verdade, havia poucas empresas no entorno, no bairro Bandeirantes. O próprio acesso ao barracão era por meio de estrada ainda sem pavimentação. A mais recente, que é datada de 2008, mostra uma estrutura maior, com acessos melhorados e mais conforto e segurança para os colaboradores. “Na época essa estrutura não existia, havia só um barracão. Com o tempo a gente começou a construir devagarinho e adquirindo mais terrenos ao redor para chegar a essa estrutura que tem hoje”, explicou.


O número de trabalhadores também foi ampliando com a expansão dos negócios. A empresa chegou a contar com até 70 colaboradores. Uma das preocupações dos gestores sempre foi contar com mão de obra capacitada para prestar serviços de qualidade. Por outro lado, os funcionários também encontraram na Bazana Posto de Molas um ambiente adequado para crescerem profissionalmente. Atualmente existem colaboradores com 11, 15 e até 20 anos de casa.


Para dar agilidade nos serviços e garantir bons preços aos clientes, a empresa criou uma loja que conta com peças diversas para caminhões. A área de autopeças assegura rapidez nos casos em que o caminhão que recebe manutenção na mecânica. Se necessário, a peça é reposta imediatamente para que o veículo seja entregue ao proprietário no menor tempo de espaço possível.



Chegado o momento de mais um aniversário do município, a direção da Bazana mostra gratidão com a oportunidade gerada em Lucas do Rio Verde. Adriana acredita que a cidade que ofereceu oportunidade nos anos 80, 90 e início dos anos 2000 ainda tem espaço para quem sonha e aposta em seus projetos de vida. “Qualquer setor que você entra com garra, com luta, consegue adquirir. O município em si, te dá oportunidades, as portas se abrem”, comentou. A gestora fez questão de ressaltar que a sequência de bons administradores permitiu que Lucas do Rio Verde ocupasse lugar de destaque em Mato Grosso e no país quando o assunto é políticas públicas, desenvolvimento agrícola e sustentabilidade. “É um município muito promissor. A gente sempre conseguiu superar as dificuldades pois temos um município sempre em boas mãos, administradores que sempre deixam a gente bastante motivada para continuar”, conclui.



Comments


bottom of page