top of page
  • Foto do escritorEditor

Alertas de desmatamento têm queda de 52% na Amazônia Legal de Mato Grosso

O dado é do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)


Sema-MT


Mato Grosso apresentou uma redução de 52% nos alertas de desmatamento do mês de janeiro, em comparação com o mesmo período de 2022. O dado é do Sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (DETER) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).


No ano passado, o Deter apontou que o mês de janeiro teve uma área de corte raso de aproximadamente 146 km², enquanto neste ano, o montante foi de 69 km².


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) destaca que parte deste desmatamento representa abertura legal de áreas, ou seja, com autorização ambiental, e de acordo com a legislação ambiental brasileira, que é uma das mais rigorosas do mundo. No primeiro trimestre de 2022, a legalidade chegou a 38% do desmate identificado.


Nos últimos 20 anos, a redução foi de 85% na área explorada no estado. Atualmente, Mato Grosso mantém 62% do território inteiramente preservado, mesmo sendo o principal produtor de commodities do país.


O Deter é um levantamento preliminar de alertas de evidências de alteração da cobertura florestal feito pelo Inpe. Ao término do "ano referência" do órgão, que vai de agosto a julho, os dados são consolidados e geram o dado oficial sobre desmatamento no Brasil. No último ano, o levantamento consolidado do Inpe apontou uma redução real de 13% no desmatamento em MT.


Prevenção e combate ao desmatamento


Nos últimos quatro anos, o investimento na prevenção e combate ao desmatamento ilegal e incêndios florestais chegou a R$ 180 milhões, com 27 mil alertas de desmatamento atendidos, 1,2 milhões de hectares embargados e R$ 5,2 bilhões em multas ambientais aplicadas.


A Sema-MT utiliza tecnologia de ponta para monitorar todo o território. A plataforma de monitoramento por satélite permite identificar alertas de desmatamento praticamente em tempo real, com imagens de alta resolução, para frear o desmate ainda no início.


A ferramenta é financiada pelo Programa REM MT (do inglês, REDD para Pioneiros), que é uma premiação ao Estado de Mato Grosso pelos resultados na redução do desmatamento nos últimos 10 anos.



Leia a última edição completa da Revista Portal


Comments


bottom of page