top of page
  • Foto do escritorEditor

1º GP Arena Partners reúne participantes de todo o país



Celso Nery


Realização de um sonho e para a concretização de outros sonhos. Essa é a Arena Partners, construída para que os esportes equestres possam viver um novo momento em Lucas do Rio Verde e região. Uma obra grandiosa que conta com pista, camarotes e toda a infraestrutura para sediar eventos. E para marcar a inauguração nada melhor que um Grand Prix que reuniu competidores de todo o Estado de Mato Grosso e de outros Estados. O 1º GP Arena Partners foi disputado entre os dias 7 a 11 de junho em grande estilo.



Um dos personagens do GP foi o peão Sidnei Junior, que conhece como ninguém a prova 3 Tambores. Sidnei participou de competições nacionais e internacionais e agradeceu o convite por fazer parte do momento histórico, que foi a inauguração da Arena Partners. “Pra mim foi um desafio. Os animais ‘rodaram’ 1,2 mil quilômetros, uma coisa nova pra gente, que costuma estar mais perto de casa, só no Estado de São Paulo”, disse.


Antes do GP, Sidnei compartilhou a experiência de competidor e treinador com pessoas que atuam no segmento. Foram dois dias de um curso preparado por Sidnei Junior. “Pude mostrar um pouco do que eu aprendi, como faço com os animais, e acho que consegui passar pra essas pessoas e espero ter ajudado bastante”.


Sobre a estrutura da Arena Partners, ele se disse surpreso pela qualidade do que viu em Lucas do Rio Verde. “É a estrutura mais bonita que vi no Estado de Mato Grosso. Você sente que o esporte está crescendo e vai avançar cada vez mais”, comentou Sidnei Junior.


Inauguração

A cerimônia de inauguração foi cercada de emoção. Lado a lado, integrantes das famílias Binotti e Bareia falaram sobre a parceria que resultou na construção da Arena Partners. A decisão de edificar uma estrutura modelo foi tomada cerca de dois anos antes por Luiz Binotti e Elias Bareia. Ambos têm filhos que praticam a prova 3 Tambores e viram os benefícios que o esporte equestre propicia. Rafaela Frizzo destacou a junção dos Haras El Bareia e MB que proporcionou a criação da arena e a realização do primeiro grande evento. “Não imaginava que estaria envolvida com esportes equestres, mas minha filha Mariana, com 11 anos, começou a gostar, a querer participar de provas e competições, fazer aulas. Com o apoio de muitas pessoas, a Mariana foi tomando gosto e, automaticamente, envolvendo a mãe e o pai”, comentou Rafaela.



O ambiente familiar que envolve as provas e competições equestres foi destacado por Luiz Binotti. O empresário disse que a construção da Arena Partners também tem este objetivo, de ser um ponto de visitação das famílias. Ele confirmou que a grande motivação para a parceria com Bareia foi envolvimento dos jovens das duas famílias com esse segmento esportivo. “Aqui é um local em que as crianças são incentivadas a treinar na escolinha de cavalos e que posteriormente podem evoluir para os 3 Tambores, seja por diversão ou mesmo para competição”, citou.



Para Elias Alcantara Bareia, a construção da Arena Partners parecia impossível, mas se tornou possível graças a parceria entre os Haras MB e EL Bareia. Elias se revelou emocionado porque a construção não foi baseada em projeto, mas na confiança mútua entre os parceiros. “Se fosse pra servir apenas às nossas famílias (Bareia e Binotti) não faria sentido ter essa estrutura. Aqui é pra sociedade em geral, temos um projeto social já em andamento, que é a equoterapia, e aqui é para toda a sociedade luverdense, mato-grossense vir participar. Vai ter espaço pra todo mundo aqui”, afirma.


Realizando sonhos

Os esportes equestres começaram a encantar Mariana Binotti por meio de séries. A família sempre teve cavalos na fazenda, mas não havia interesse. Porém, quando foi atraída, passou a frequentar o Haras Mano Chico, onde aprendeu a montar e sofrer as primeiras quedas. Mas, a pequena Mariana sabia que cair fazia parte do esporte e foi aprendendo e conhecendo seu parceiro de prova: o cavalo. “Teve uma vez que a égua disparou comigo e eu fiquei com bastante medo, passei quase um ano só andando ‘no passinho’. Mas, a vontade de estar ali com o cavalo era maior”.


Mariana frequentou outros haras onde foi ganhando experiência e aumentando o amor pelo esporte. Com isso, foi ficando evidente a necessidade de ter um espaço adequado para treinos e competições, como a Arena Partners. Na competição, o desempenho da amazona não foi o esperado. Mas, tudo é aprendizado. “A expectativa era ganhar, mas não ganhei. E isso é legal no esporte, que ensina a pessoa a ganhar, a perder, a ser humilde, ter disciplina. Ensina muita coisa boa”.


E a fé também foi citada por Mariana. Ela disse que a partir do momento em que começou a frequentar haras e praticar o esporte foi inevitável não despertar ainda mais a fé em Deus. “Você as pessoas a falarem com Deus. É uma coisa diferente. Diferente do que em qualquer outro lugar. Isso é muito importante nesse nosso meio, é muito especial”, declarou.

Inspiração


Para criar um ambiente para atender grandes competições, Luiz Binotti procurar informações. E conseguiu visitando arenas no interior de São Paulo, em cidades tradicionais em provas equestres. A ideia, além de acompanhar a filha Mariana em competições, foi ver os modelos existentes e assim definir o projeto para a implantação da Arena Partners. “A gente quis fazer uma coisa que dê orgulho aos mato-grossenses. Fizemos essa arena coberta com todas as condições de abrigar várias provas”, disse Binotti. “As pessoas que vieram de fora estão elogiando a nossa arena e eu tenho certeza que surgirão mais em Sorriso, Sinop. É uma região pujante e que as pessoas vão querer fazer ainda melhor que essa aqui”.



Outros eventos

Segundo Rafaela Frizzo, a realização do Grand Prix Arena Partners é o primeiro de muitos eventos que serão realizados no local. O espaço, inclusive, pode ser palco de outras programações, além de eventos equestres. É possível, com pequenos ajustes, realizar shows musicais no local, que não é distante da área urbana, mas não provoca transtornos à população. “Com certeza no ano que vem terá o segundo evento desse porte, se Deus quiser maior ainda. E no decorrer do ano teremos outros eventos”, comentou.


A Arena Partners, conforme a empresária, veio para servir a comunidade, como já acontece com o projeto de equoterapia. Este projeto atende crianças, jovens e adultos é um método terapêutico físico, ocupacional e educacional que utiliza cavalos, que servem para estimular o desenvolvimento da mente e do corpo, melhorando as funções neurológicas, sendo indicado para pessoas que possuem deficiências físicas ou necessidades especiais, como síndrome de Down, paralisia cerebral, esclerose múltipla ou autismo, por exemplo. Alunos da APAE são atendidos pelo projeto. “E quero deixar aberto que você pode ser um padrinho de uma criança especial que precisa da equoterapia. É só procurar a equipe aqui na Arena Partners”, desafiou Luiz Binotti.

コメント


bottom of page